sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Índia 2011



Hoje é dia 02/04/11. De volta ao Brasil depois de uma fascinante viagem. No fim foi tão intenso que não consegui, atualizar o blog com nada. Mas realmente foi muito bom poder tirar umas férias do computador...

Algumas impressões da viagem:

Divina e misteriosa Índia. Foi uma viagem muito intensa, purificadora e de muito aprendizado do simples estar lá, da troca com as pessoas e através dos cursos. Cultura ancestral vivenciada atualmente por indianos e pessoas do mundo inteiro que se identificam e desejam ir até a fonte para ver e sentir tudo de perto. São muitas sensações que te colocam em contato frente a frente com diversos paradigmas arraigados e te fazem pensar e provocam questionamentos que ora te colocam para dentro e em outros momentos para fora. Cheiros, sabores, olhares, sorrisos, cores, beleza, sabedoria, profundidade, desintoxicação, cura, meditação, espiritualidade, simplicidade, ternura, alegria, cuidado, amor, receios, liberdade...., são algumas palavras que exprimem o que eu senti estando lá, realizando um sonho de mais de 12 anos. Conheci pessoas muito especiais que sempre estarão no meu coração.

Palavras são só palavras, a intensidade do movimento está na vivencia através das ações.

Agora estou de volta e é o momento de digestão de tudo que aconteceu, de todo o aprendizado que recebi. É bom estar de volta e foi muito bom estar lá. Assim sendo, nossa vida é feita de fases, nada permanece o mesmo, vivemos num mundo relativo, onde tudo é incerto, tudo tem um fim. Nós achamos que temos o controle sobre as coisas, mas não temos. A segurança é uma ilusão. A vida é uma constante mudança dentro de uma dança. Deixar fluir essa dança faz com que a gente sinta o fluxo e a beleza de estar vivo.

Namastê

domingo, 4 de julho de 2010

Nutrição através da pele


A pele é o nosso maior órgão de absorção, dessa maneira, segundo o Ayurveda podemos nutrir o nosso corpo através da pele. A massagem feita com óleos específicos são a melhor forma de nutrição, feita por um terapeuta ou por você mesmo(a) por meio de uma auto-massagem.

Cada pessoa possui uma constituição específica que engloba também seus estados mentais e emocionais caracteristicos. Esses estados podem fazer parte da natureza da pessoa ou podem refletir uma fase da vida da pessoa que possa estar em desequilíbrio ou não. A massagem se torna uma ferramenta importante para equilibrar estados mentais, emocionais e físicos. Os óleos empregados na massagem representam uma fonte de nutrição e harmonização integral.

A Shakti Aromas trabalha de forma personalizada em sinergias de óleos corporais específicos para as suas reais necessidades, desde física, mental, emocional ou espiritual. São utilizados óleos vegetais prensados a frio, óleos essenciais e óleos medicados com ervas.

Para desenvolver uma sinergia personalizada é necessária uma conversa com a pessoa para que sejam verificados os melhores óleos vegetais, óleos essenciais e ervas a serem empregados para harmonização, nutrição e cura.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Alimentação como medicamento


Quando começamos a incorporar a idéia de que tudo o que colocamos dentro do nosso corpo serve como medicamento tudo fica mais claro, faz sentido. As relações surgem e percebemos uma consciência maior tomando partido, com mais responsabilidade e cuidado perante o nosso organismo. O nosso corpo é nosso templo e precisamos mantê-lo saudável para suportar os revezes da vida com desenvoltura e habilidade.

Segundo o Ayurveda, semelhante aumenta semelhante. Essa regra torna tudo bem fácil de entender o que desequilibra o nosso corpo, mente e espírito. Comecemos a entender os elementos: ar, éter, fogo, água e terra. Através dos elementos verificamos que nosso corpo é formado por eles e é preciso haver um equilíbrio entre eles para que o funcionamento do nosso templo seja harmônico e equilibrado.

As doses para esse equilíbrio podem ser sentidas e observadas por pessoas que estão em harmonia com o próprio corpo e conseguem identificar o que está em desequilíbrio. Mas hoje em dia a grande maioria das pessoas não possui essa conexão e dessa maneira sai em busca de medicamentos alopáticos, que passam em propagandas televisivas entregando a responsabilidade da sua própria saúde nas mãos de empresas farmacêuticas capitalistas, sendo que em muitos casos o remédio pode estar no seu próprio quintal ou na sua cozinha.

A sabedoria ancestral das nossas avós e bisavós e por ai vai..., é muito preciosa e responsável. Ao resgatarmos essa conexão com a TERRA, nossa Grande Mãe nutridora, conseguimos integrar o nosso ser nos centrando e nos responsabilizando pela nossa própria saúde.

No estudo dos doshas: Vata, Pitta e Kapha, de acordo com o Ayurveda encontramos diversas maneiras de equilibrio através de alimentação, rotina diária ( são cuidados específicos que devemos manter todos os dias incluindo na nossa rotina ), e procedimentos determinados para cada dosha, que incluem principalmente massagens e a prática de Yoga e pranayamas.

sábado, 27 de março de 2010

Os corpos e o ser


Somos seres plenos e possuímos vários corpos, desde o mais denso até o mais sutil. A terceira dimensão em que vivemos neste planeta e as nossas limitações sensoriais nos fazem perceber com mais clareza o corpo denso ou físico. O nosso corpo físico é um invólucro perfeito para o nosso ser essencial. Nesse corpo encontramos certa identificação com o “personagem” que vivenciamos nessa vida atual. Essa identificação pode ser cega onde o ser pensa que é realmente o personagem que representa aqui e agora, mas na verdade é muito mais do que pensa ser. Enquanto nos voltarmos somente para o exterior será difícil conhecer realmente quem somos. O propósito do Yoga e dos ensinamentos védicos é fazer uma conexão com a consciência EU SOU.

Através desses ensinamentos milenares podemos entrar em contato com aspectos sutis do nosso ser, nos sensibilizando e aguçando nosso sentidos e a percepção de energias internas e ao nosso redor. O Yoga promove uma busca interior e não exterior, ancorando um profundo sentimento de gratidão e aceitação pelo todo.

Como somos seres com corpos densos precisamos cuidar muito bem do funcionamento correto desse invólucro, dessa maneira manteremos um equilíbrio energético sadio com os nossos corpos sutis com o objetivo de alcançar Moksha (libertação).

Tudo se inicia de modo sutil e vai se densificando, materializando. Esse tudo corresponde às idéias, insights, sentimentos, vontades, emoções, doenças, desejos, desequilíbrios, e assim por diante que acabam por tornar-se reais através do poder da mente. Por isso devemos manter a nossa imunidade vibracional e plasmar somente coisas positivas no plano físico e material. Podemos utilizar várias ferramentas para elevar a nossa vibração, cuidando de maneira saudável do nosso corpo e mente escolhendo dessa maneira um meio ambiente e estilo de vida equilibrado para se viver.

O Ayurveda cumpre um papel muito importante na manutenção e prevenção da saúde integral dos seres. Essa “Ciência da vida” é muito completa e também complexa, pois abrange todas as necessidades e cuidados integrais com o ser. O Ayurveda trabalha com a prevenção e dessa maneira torna o indivíduo responsável por si próprio promovendo um cuidado diário, sadhanas, alimentação, purificações e diversos conselhos para se manter uma boa saúde. De acordo com os antigos ensinamentos dessa ciência, cada indivíduo é único, por isso, o Ayurveda se apresenta por ter uma visão personalizada do ser.

Ao termos consciência de que não somos somente esse corpo abrem-se infinitas possibilidades para novas descobertas. Por isso procuremos não nos limitar, mas sim ampliemo-nos em todos os sentidos agindo de acordo com o dharma. Dessa maneira iremos somente atrair equilíbrio e saúde para nós e para tudo em nosso entorno.