sexta-feira, 25 de novembro de 2011

O sistema endócrino


Hormônios são produzidos pelas glândulas do sistema endócrino e atuam como mensageiros químicos no sangue, afetando o funcionamento das células. Somente algumas células no corpo, conhecidas como células-alvo, são receptivas a hormônios particulares. Receptores hormonais são encontrados tanto expostos na superfície da célula ou dentro dela, dependendo do tipo de hormônio. A ligação do hormônio ao receptor desencadeia uma cascata de reações dentro da célula que afeta praticamente todas as funções do corpo.

As principais glândulas endócrinas



Glândula pineal: secreta um hormônio que pode ajudar a regular os padrões de sono e vigília.

Hipotálamo: controla a temperatura corporal, o apetite e o balanço de água no corpo, além de ser o principal centro da expressão emocional e do comportamento sexual. O hipotálamo faz também a integração entre os sistemas nervoso e endócrino, atuando na ativação de diversas glândulas produtoras de hormônios.

Glândula pituitária: também chamada a glândula mestre, produz hormonios que controlam várias outras glândulas endócrinas.

Glândula tireóide: (ou paratireóide): hormônios que controlam a velocidade com que as células queimam o combustível a partir de alimentos, a fim de produzir energia.

Glândula timo: desempenha um papel importante no desenvolvimento do sistema imunológico no início da vida.

Glândulas supra-renais: desempenham um grande papel na regulação da resposta do organismo ao estresse, equilibrando o sistema imunológico e o metabolismo.

Gônadas: (testículos nos homens e ovários nas mulheres) secretam os hormônios sexuais, testosterona nos homens e estrógeno e progesterona nas mulheres, que controlam o desenvolvimento sexual, desejo sexual e fertilidade.

Ilhotas de Langerhans: células especializadas do pâncreas, funcionam como glândulas endócrinas. Eles secretam a insulina necessária para o metabolismo de açúcar.

Os hormônios secretados por cada uma dessas glândulas tem um efeito dramático sobre a psicologia humana, e desequilíbrios neles podem causar problemas físicos e emocionais.

Desequilíbrio dos Chakras




Cada Chakra tem uma função especial em equilibrar aspectos das energias sutis que entram à partir da nossa aura e que são filtradas para que cheguem na vibração aceita pelo nosso corpo físico. Adicionalmente cada Chakra envia mensagens energéticas através da aura para o nosso meio ambiente. Essas mensagens, na forma de impulsos eletromagnéticos sutis, são afetadas por inúmeros fatores, incluindo nossas emoções. A análise de seus Chakras pode ser um interessante exercício de autoconhecimento. Para isso você deve perceber como estão os diversos aspectos de sua vida, se está com problemas, se está adoentado, ou passando por situações estressantes. Veja abaixo:

Se seu Chakra Básico pouco ativo, você se sente infeliz com o seu corpo ou formas, ou talvez tenha um sentimento de que está sem controle sobre sua vida. Por outro lado, se seu Chakra Básico está hiperativo, você provavelmente explode com raiva a qualquer provocação.

Baixa energia fluindo através do seu Chakra Sacral significa que você não tem tido nenhum momento alegre em sua vida. E se está super ativo você pode ter mágoas ou frustração.

Inatividade do Chakra do Plexo Solar causará sentimentos de impotência quando se está sob pressão, ou sentimento de enjôo. Se está hiperativo você estará dominador querendo estar no controle da situação.

Se você sente que seu coração está “faltando batidas”, pode indicar que seu Chakra Cardíaco está fraco como também um fraco coração físico. Se seu pulso aumenta em situações estressantes, seu Chakra Cardíaco pode estar hiperativo.

Um Chakra Laríngeo fraco fará você incapaz de expressar a sua verdade, gaguejar ou se agitar. Se estiver hiperativo fará você falar antes de pensar, às vezes com palavras que possam magoar outros.

Se você não consegue visualizar nem organizar sua vida de forma equilibrada, então o seu Chakra Frontal pode estar pouco ativo. Se você tem vivenciado pesadelos com freqüência provavelmente seu Chakra está hiperativo.

Uma incapacidade de pensar de forma clara em situações de stress significa que seu Chakra Coronário está pouco ativo. Se você deseja saborear todas as frutos da sabedoria espiritual antes de ter aprendido como plantá-los, regá-los e esperá-los crescer, então seu Chakra está desequilibrado.