terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Bochecho terapêutico - Gandusha





Vale a pena incluir o bochecho terapêutico na sua rotina diária de manutenção da saúde. O gandusha ou bochecho terapêutco, ajuda a desintoxicar a boca que é o início da nossa digestão. É benéfico quando feito pela manhã após tomar a água morna com ou sem limão em jejum e raspagem da língua.

Pode ser feito com óleo de gergelim para as pessoas predominante Vata e Kapha e com óleo de girassol ou coco para as pessoas predominante Pitta. Lembrando que os óleos devem ser orgânicos prensados à frio. Além de observar a constituição da pessoa, é preciso avaliar qual o desequilíbrio que apresenta e qual a estação do ano. O bochecho deve ser feito por 15 a 20 minutos com uma colher de sopa do óleo indicado.

Deve-se descartar completamente o óleo do bochecho que se tornará branco e meio aquoso por conta da absorção das toxinas que se acumularam a noite na boca. Após o descarte da substância que se formará no bochecho é importante fazer outro bochecho com água morna, para eliminar qualquer resíduo tóxico. Esse último pode ser mais breve, 1 ou 2 minutos.

O gandusha fortalece os dentes e gengivas, alivia halitose, tensões na cabeça e cervical, sinusite, boca seca, garganta seca, realça a percepção do sabor dos alimentos, tonifica e desintoxica os órgãos dos sentidos, beneficia o organismo como um todo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário